Quinta-feira, 22 de Março de 2007

Anjo impossível

Lembrar-me de ti

É um divertimento para o meu ser

Eu penso em ti

Somente para sorrir…

Sentir-me feliz...

E pensar…

Pensar que és um anjo…

E que te quero, mas não posso ter…

Mas porquê?

 

Mas eu sei…

Tu nunca vais ser minha

Mil anos poderão passar e escapar…

Eu sei…

Eu sinto…

Tu nunca vais olhar para mim…

E pensar…

Eu gosto de saber

Que tu gostas de mim…

Lamento do meu fundo…

Pois não sei o que vai em mim…

Perdoa-me!

 

Talvez sinta alguma dor…

Por tu não saberes…

Ou então não…

Não importa…

És o meu anjo

O meu anjo impossível

E sempre visível…

Pois estas sempre comigo…

 

Tu não sabes…

Não imaginas…

Nem sonhas…

Nada sobre isto

Porque nunca te contei

Porque nunca o consegui fazer…

Diz-me…

Falhei?

Estou a falhar?

Há perdão possível para esta simples fraqueza?

 

És o meu anjo

O meu anjo impossível

Eu sei…

Nada é impossível…

Mas tu nunca vais ser minha…

Nunca te irei tocar…

Eu sei meu anjo

Eu quero…

Mas sei…talvez esteja em erro…

Mas também não sofro por não seres minha…

Pelo menos por agora…

Depois não sei…

Perdoa-me…

Eu quero…

Mas sei que nunca vais ser minha…

Nunca te tocarei…

Somente sou fraco por ti...

Mas… posso?

publicado por Borges às 21:59
link do post | comentar | favorito
|
3 comentários:
De Ana a 9 de Abril de 2007 às 12:16
lindo!!!! Este poema. Sem armadilhas nas palavras. Puro! Pelo menos aos meus olhos.
De Borges a 14 de Abril de 2007 às 04:13
Obrigado pelo seu comentário. Tal como eu disse, foi uma simples e frontal descarga sentimental, contudo agradeço imenso a sua observação, pois foi muito positivo ouvir a sua critica!
De Bee a 10 de Junho de 2007 às 16:43
Está lindo o poema, e aposto que a pessoa para quem é dirigido, se soubesse o que sentes, deixaria de ser assim tão "impossivel".
Beijinhos

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Dezembro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Novos blog´s. Obrigado.

. Terça-Feira, 8 de Abril d...

. Cessou!

. Não lhe consigo colocar t...

. Como chuva numa triste no...

. Porque não consigo dizer ...

. Se pedir paciência, será ...

. Adeus!

. Dizer-te

. Respostas

. Ondas da minha própria do...

. Simplesmente desapareceu ...

. Monstro anormal.

. Encontrar-me.

. Eu não me preocupo

. Odeia todos os os dias da...

. Uma pura inocência mortal...

. O Agradecimento

. A minha vida

. Amiga

. Toma a minha mão! (Estou ...

. Porta de saida

. A minha dor

. Eu não estou bem!

. Alucinogénico

. Abre os teus olhos

. Cinco minutos

. Anjo impossível

. Partir? mudar?... Uma cer...

.arquivos

. Dezembro 2010

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Outubro 2007

. Agosto 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

.tags

. todas as tags

.subscrever feeds